15/10/2017

A difícil missão de ensinar no Brasil

Neste Dia dos Professores, essa categoria profissional tão importante, tem muito pouco ou quase nada a comemorar, por tudo o que perdeu ao longo dos anos. Lembro-me, com saudade, dos tempos em que fiz do 1º ano primário ao 3º científico no Instituto Estadual “Torquato Caleiro”, que tinha em seu corpo docente, para ministrar as aulas do primeiro e segundo graus, vários médicos, engenheiros, entre outros profissionais com formação superior. Acontece que ganhavam muito bem, além de serem respeitados na sala de aula, contando com recursos para disciplinar os alunos, incluindo as reprovações, uma das muitas coisas abolidas pelos “iluminados” que modificaram as diretrizes do ensino. Hoje, em lugar de ficar de pé à entrada do professor na classe, muitos alunos atiram bolinhas de papel ou falam ao celular. E se  chamar a atenção do aluno, é muito capaz do pai ou da mãe, justamente aqueles que não comparecem às reuniões, irem até à escola brigar com professores e diretor. Por essas e outras razões, foi caindo a qualidade do ensino, já que poucos se aventuram a escolher o magistério como profissão, mesmo tendo vocação para ensinar. Isso em relação às escolas públicas, que eram, na época, as líderes em qualidade, ao lado de algumas particulares, também excelentes. Além do descaso das autoridades, tem o comodismo de muitos pais e mães, que nem sabem se o filho ou filha está frequentando as aulas, achando que a escola tem que educar crianças e adolescentes. Deviam saber que a escola transmite o conhecimento, mas a educação e o respeito eles devem aprender em casa. Lembrando que quase nenhuma profissão existiria, se não fosse o professor.

15/10/2017

Tup

Dentre leitores da coluna, mais alguns aniversariantes  da semana: a amiga Rose Victal, o Luís Fernando Borges, Valéria Castro Bueno, Rute Montalbini, Toniquinho Lombardi (lá do Caetetu) e o Zé Mandí, todos na sexta-feira, além do Túlio Faggioni Bachur, no próximo sábado... além dos aniversariantes, esta coluna também é lida pelo advogado Walter Anawate, que completou 90 anos semana passada...  

15/10/2017

O povo vai decidir

Este ano, quase acabaram com o chatíssimo horário de verão. Mas, como em outras recuadas, decidiram por um plebiscito no ano que vem. Tomara mesmo que aconteça, e que o povo decida, por maioria, se isso continua, ou se acaba com esse sofrimento. Tem quem gosta e respeitamos, mas estou no partido que vai defender a extinção dessa mudança de horário, que descontrola nosso relógio biológico. Como agora.
 

15/10/2017

Poluição sonora

Na manhã de sábado da semana atrasada, as praças da Catedral e Barão estavam superlotadas, até pelo pagamento no dia anterior. Era difícil andar por lá, mas o pior era a poluição sonora. Barulho insuportável. Soube até que dois amigos tentavam conversar, mas como estava difícil de escutar, um deles falou: “Olha quando chegar em casa eu te ligo, que aí a gente conversa”! E foram embora. 
 

15/10/2017

Nova diretoria do Centro Médico

Recebo atencioso convite do Centro Médico de Franca para a solenidade de posse da sua nova diretoria, marcada para a próxima quarta-feira, 18 de outubro, às 20h30, no seu anfiteatro. Assumirá a presidência, de agora até o ano de 2020, o médico Flávio Gaspar Tozati. Logo após a cerimônia de posse, haverá uma recepção no salão de festas. Cumprimento toda diretoria e coloco este espaço e meu programa de rádio sempre à disposição.  
 

15/10/2017

Falta de ginecologistas

Estamos vivendo o chamado Outubro Rosa, no sentido de alertar as mulheres quanto à  prevenção do câncer de mama. Para isso, é da maior importância passar por um exame médico, incluindo a mamografia, uma vez que qualquer alteração no início é muito mais fácil tratar e curar. O que preocupa, no entanto, é a falta de ginecologistas na rede pública municipal. Isso precisa ser resolvido urgentemente.
 

15/10/2017

Aniversário

Mudando de idade hoje a Talita Maníglia Lauritzen e o Diego Fagundes... amanhã, o Luís Antônio Porto, o médico Eduardo Guerra e o ex- delegado de polícia Amir Miguel... na terça, meu colega Vinícius de Almeida e Luciano Hannouche... na quarta, Heloísa Sandoval Ribeiro (mulher do Quico)... na quinta, Ibirá de Carvalho e Cidinha Tasso  Marques (Loja Zig-Zag)....a lista segue ali na TUP...
 

15/10/2017

Copiada

Mineirinho levou o filho para batizar e, na hora, o padre perguntou:
-“Qual o nome da criança?”
-“Ele vai chamar Mingau”!
-“Mas uma criança tão bonitinha e o senhor vai botar  nome de mingau? Todo mundo vai criticar, pensa bem”
-“Uai, seo padre, deixa de bobagem. O seu chefe se chama Papa e ninguém fala nada”...
 

Selecione uma data

Veja edições anteriores: