12/10/2017 - Reportagem de Priscilla Sales

Sesc: Gilson exige compromisso para garantir terreno

A construção de uma unidade do Sesc (Serviço Social do Comércio) depende agora da assinatura de um termo em que a entidade se compromete com a Prefeitura de Franca a iniciar as obras no ano que vem e terminá-las em até quatro anos. Sem esse termo assinado, o prefeito Gilson de Souza (DEM) disse, na semana passada, que não irá prorrogar o prazo de vigência da lei de doação do terreno onde a unidade deve ser construída. 

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

3 COMENTÁRIOS

Immer Sonnen

12 de Outubro 2017

Não é o Gilson quem deseja isto. É a Constituição, o Código Civil e a Lei 8.666. Doação de bem público tem de ser onerosa, ou seja, tem de ter finalidade definida. A onerosidade é colocada na escritura na forma de prazo para a construção.

Gostei

Edu

12 de Outubro 2017

Bom, inicialmente alguns podem dizer de que ele está certo, com alegação de que a instituição está enrolando demais e poderia já ter iniciado as obras. Mas é fato que Franca tem tido resultados infelizes nas eleições colocando a cidade no comando de políticos literalmente fracos, sem atitudes ou mesmo despreparados. A verdade é que hoje estamos na mão de um roceiro, cabeça de mula que está mais preocupado em vencer adversários políticos à pensar nas necessidades e bem comum da população. Passou da hora desse prefeito acordar pra vida

Gostei

Paulo Roberto

12 de Outubro 2017

Esse prefeito é tão imbecíl que é capaz de doar esse terreno para construção de uma quadra para escola de samba

Gostei - (1 pessoa gostou)
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
 
Top 5 de hoje
1